Chassis

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Chassis

Mensagem  Daniel Feliciano em Sex Nov 11, 2016 1:59 pm

Tópico destinado à apresentação dos Chassis disponíveis para compra nesta temporada.

Daniel Feliciano
Admin

Mensagens : 106
Data de inscrição : 11/11/2016
Idade : 32
Localização : Itaquaquecetuba, SP

Ver perfil do usuário http://f1manager.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Fornecedores e Condições

Mensagem  Daniel Feliciano em Sex Nov 18, 2016 11:18 am

Válido para todas as fabricantes

Contrato básico:
- Exclusividade de contrato (impossibilidade de comprar de outra fabricante durante a temporada e/ou utilizar equipamento próprio);
- A compra de equipamento deverá ser realizada no período de negociações (mês 12 do ano anterior);
- Haverá limites para vendas de equipamentos, de acordo com a quantidade fabricada;
- As equipes são proprietárias dos equipamentos adquiridos;
- Os reparos são de responsabilidade da proprietária do equipamento;
- Cada chassi acompanha um motor (os valores, porém, são cobrados em separado).

Restrições:
- Não será permitida trocas ou empréstimos de equipamentos entre equipes.


Alfa Romeo

Modelo: 158 "Alfetta" (4 unidades)

Freios: 8
Suspensão: 9
Câmbio: 9
Aerodinâmica: 10
Leveza: 9
Durabilidade: 9

Comentários: Os esforços combinados entre Alfa Romeo e o italiano Gioacchino Colombo renderam, em 1938, no melhor carro da antiga categoria Voiture. O 158 "Alfetta", como é chamado por seu tamanho reduzido, monopolizou o período Pós-Guerra, após os abandonos da Auto Union e Mercedes-Benz. Portando um tanque de 300 litros, possui a maior autonomia comparados aos demais carros equipados com motores Sobrealimentados de 1.500 cilindradas. Equipado com o potente Alfa Romeo 158 1.5 L8C, é forte candidato ao título.

Restrição: Disponível para apenas uma equipe, obrigatoriamente italiana, por meio de desafio.

Contrato Básico: $5.000 por unidade


Alta

Modelo: GP (3 unidades)

Freios: 8
Suspensão: 10
Câmbio: 7
Aerodinâmica: 8
Leveza: 8
Durabilidade: 8

Comentários: Projeto do britânico Geoff Taylor, o Alta GP vinha sendo desenvolvido desde o Pré-Guerra, mas somente em 1948 teve seu projeto finalizado. Embora possua uma das suspensões mais avançadas do momento, peca em outros fatores como seu câmbio, concebido de um projeto defasado do Pré-Guerra. Equipado com o Alta 1.5 L4C, possui boa autonomia, por conta de seu tanque para 180 litros de combustível.

Restrição: Disponível para até duas equipes, sem restrição.

Contrato Básico: $4.100 por unidade


Cooper

Modelo: T12 (2 unidades)

Freios: 8
Suspensão: 8
Câmbio: 9
Aerodinâmica: 8
Leveza: 10
Durabilidade: 8

Comentários: Projetado por Owen Maddock em 1949, o Cooper T12 é um dos carros mais leves do circuito, possuindo apenas 430 quilos, já contando seu motor JAP V2 Sobrealimentado de 1.100 cilindradas. Equipado com um tanque para 160 litros, permite boa autonomia, graças também à pouca potência entregue pelo motor que embora preparado, não difere dos utilizados em antigos Morgan.

Restrição: Disponível para apenas uma equipe, sem restrição.

Contrato Básico: $4.000 por unidade


ERA

Modelo: B-Type (4 unidades)

Freios: 8
Suspensão: 7
Câmbio: 6
Aerodinâmica: 7
Leveza: 6
Durabilidade: 7

Comentários: Projetado pela lenda Reid Railton, é um dos carros vencedores do Pré-Guerra que integram o grid. Embora seja um dos mais pesados do grid, com cerca de 910 quilos, possui boa autonomia com seus 200 litros de combustível e seu motor ERA 1.5 L6C. Não sendo atualizado desde muito tempo, deve-se esperar pouco desempenho dos B-Type.

Restrição: Disponível para até duas equipes, sem restrição.

Contrato Básico: $4.100 por unidade

Modelo: E-Type (2 unidades)

Freios: 8
Suspensão: 9
Câmbio: 7
Aerodinâmica: 9
Leveza: 8
Durabilidade: 8

Comentários: Baseado no Mercedes-Benz W125, o E-Type foi concebido ainda no Pré-Guerra por Peter Berthon. Muito  mais equilibrado e leve que seu antecessor, possui melhorias em sua autonomia, portando um tanque com capacidade para 220 litros. Mantendo o mediano ERA 1.5 L6C, será a melhor opção britânica para a temporada.

Restrição: Disponível para apenas uma equipe, obrigatoriamente britânica.

Contrato Básico: $4.100 por unidade


Ferrari

Modelo: 125 (4 unidades)

Freios: 8
Suspensão: 8
Câmbio: 9
Aerodinâmica: 9
Leveza: 9
Durabilidade: 9

Comentários: Último projeto de Gioacchino Colombo na Ferrari, o Ferrari 125 é o chassi que poderá fazer frente aos excelentes Alfa Romeo. Conta com tanque para 140 litros de combustível, além de um motor Ferrari 125 F1, Sobrealimentado, de boa potência.

Restrição: Disponível para apenas uma equipe, obrigatoriamente italiana, por meio de desafio.

Contrato Básico: $4.800 por unidade


Maserati

Modelo: 4CLT (8 unidades)

Freios: 8
Suspensão: 8
Câmbio: 9
Aerodinâmica: 8
Leveza: 9
Durabilidade: 8

Comentários: Mantendo a tradição dos bons carros, o projeto de Ernesto Maserati é bem equilibrado, embora já seja defasado. Equipado com os excelentes Maserati 4CLT 1.5, equipara-se à Alfa Romeo e Ferrari como o carro mais rápido da temporada. Porém, a autonomia para apenas 100 litros poderá ser um problema.

Restrição: Disponível para até quatro equipes, sem restrição.

Contrato Básico: $4.100 por unidade

Modelo: 4CL/48 "Sanremo" (4 unidades)

Freios: 8
Suspensão: 9
Câmbio: 9
Aerodinâmica: 8
Leveza: 9
Durabilidade: 9

Comentários: Com alterações consideráveis na aerodinâmica do antecessor, e um aumento para 120 litros de autonomia, o "Sanremo" fora alterado por Alberto Massimino buscando melhorar o que já era bom. Utilizado após 1948, obteve êxito no circuito internacional, podendo repetir seus feitos nesta temporada.

Restrição: Disponível para até duas equipes, sem restrição.

Contrato Básico: $4.200 por unidade

Modelo: 4CL/50 "Milano" (2 unidades)

Freios: 9
Suspensão: 9
Câmbio: 9
Aerodinâmica: 8
Leveza: 9
Durabilidade: 9

Comentários: Baseado no projeto "San Remo", essa variante alterada por Arialdo Ruggieri é a nata da Maserati até o momento. Com melhorias significativas na suspensão, equipando o carro com freios mais eficientes e expandindo o limite de seu tanque para 140 litros. Mantendo como seus antecessores o excelente Maserati 4CLT 1.5, é candidato ao título este ano.

Restrição: Disponível para apenas uma equipe, sem restrição.

Contrato Básico: $4.800 por unidade


Simca-Gordini

Modelo: T15 (3 unidades)

Freios: 8
Suspensão: 8
Câmbio: 8
Aerodinâmica: 9
Leveza: 10
Durabilidade: 9

Comentários: Leve e com boa autonomia, o T15 de Amedée Gordini é um carro muito equilibrado. Com apenas 450 quilos, já contando com o motor que o equipa, e 160 litros de autonomia, tem como foco a consistência e durabilidade. Sendo o mais atual Sobrealimentado francês, fará frente à hegemonia italiana na Formula 1.

Restrição: Disponível para apenas uma equipe, obrigatoriamente francesa ou belga.

Contrato Básico: $4.800 por unidade


SVA

Modelo: 1500 (1 unidade)

Freios: 8
Suspensão: 7
Câmbio: 7
Aerodinâmica: 8
Leveza: 10
Durabilidade: 8

Comentários: Produzido pela italiana SVA, o 1500 é uma incógnita até o momento. Projeto dos italianos Giovanni Savonuzzi e Virgilio Conrero, pesa apenas 420 quilos, sendo o mais leve do grid, porém sacrificando autonomia e potência. Com apenas 120 litros em seu reservatório para empurrar os defasados FIAT L4C de apenas 1.100 cilindradas, precisará de muita sorte para pontuar neste ano.

Restrição: Disponível para apenas uma equipe, sem restrição.

Contrato Básico: $4.100 por unidade


Talbot

Modelo: 700 (3 unidades)

Freios: 7
Suspensão: 7
Câmbio: 6
Aerodinâmica: 7
Leveza: 8
Durabilidade: 7

Comentários: Carro mais antigo disponível no mercado, o Talbot-Darracq 700 foi projetado em 1926 pelo francês Louis Coatalen, utilizando o que havia de melhor na época. Defasado atualmente, possui ao menos uma autonomia de 200 litros de combustível, algo excelente pois seu motor Talbot 700 Sobrealimentado consome mais do que deveria.

Restrição: Disponível para apenas uma equipe, sem restrição.

Contrato Básico: $3.500 por unidade

Modelo: T26C (6 unidades)

Freios: 8
Suspensão: 9
Câmbio: 9
Aerodinâmica: 9
Leveza: 6
Durabilidade: 8

Comentários: Projeto de Antonio Lago, o Talbot-Lago T26C está em constante evolução. Concebido em 1948, é um dos poucos Aspirados do grid. Apostando na autonomia para vencer, o T26C é capaz de completar mais de 500 quilômetros com apenas um tanque de 200 litros de combustível. Equipado com o ótimo Talbot 23V de 4.500 cilindradas, entra na categoria de sensação da temporada.

Restrição: Disponível para até duas equipes, obrigatoriamente francesas ou belgas, sendo uma por desafio.

Contrato Básico: $4.100 por unidade


Última edição por Daniel Feliciano em Ter Dez 20, 2016 5:14 pm, editado 2 vez(es)

Daniel Feliciano
Admin

Mensagens : 106
Data de inscrição : 11/11/2016
Idade : 32
Localização : Itaquaquecetuba, SP

Ver perfil do usuário http://f1manager.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Contratos assinados 1950

Mensagem  Daniel Feliciano em Dom Dez 11, 2016 12:34 am

Alfa Romeo 158 = Savoia (3 unidades)
Alta GP = Henschel (3 unidades)
Cooper T12 = BART (2 unidades)
ERA B-Type =
ERA E-Type = Beckham (2 unidades)
Ferrari 125 = Veneto (3 unidades)
Maserati 4CLT =
Maserati 4CLT/48 "Sanremo" = Gradient (3 unidades)
Maserati 4CLT/50 "Milano" = Rocca (3 unidades)
Simca-Gordini T15 = Gunston (3 unidades)
SVA 1500 =
Talbot 700 =
Talbot T26C = Collépin (3 unidades), Tours (3 unidades)

Daniel Feliciano
Admin

Mensagens : 106
Data de inscrição : 11/11/2016
Idade : 32
Localização : Itaquaquecetuba, SP

Ver perfil do usuário http://f1manager.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Chassis

Mensagem  Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum